Loading...

Translate

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Aparências

Mantenho a contragosto minha ignorância
mediante a tua arrogância
Um destemido amor que do viver faz ganância
o apresentas à tua pouca importância

Momentos a dois vivo em solo de mente
enquanto julgas tal amor inconsequente
Como pode ver tais sentimentos tão friamente?
Rejeitar alguém que te faça feliz é incoerente

Vive em sua aparência,
eu em amante demência
Pela vida não nutre ganância,
enquanto sou nutrida pela carência

J.Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário