Loading...

Translate

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

SE

Se as estrelas não fossem tão ausentes quanto presentes, eu te desacreditaria...

Se minha razão em tudo tivesse imperado, de tanto eu não teria sorrido.

Se em algum  momento eu deixasse a força que me move e que as chamam Vida,
talvez eu tivesse cumprido todas as vezes que eu disse: "Eu desisto"

Se eu não tivesse teimado, acertado, errado e  aprendido com meus erros, 
talvez eu desistisse de aprender.

Se eu não tivesse perdido o controle mais vezes do que deveria, 
e com isso levasse mais tempo que o necessário para entender o
quanto a posse do mesmo é valiosa,
talvez eu desistiria

Se todas as vezes que eu ouvisse um não deixasse de buscar um porquê
antes de aceitar de prontidão, 
mesmo que a busca fosse exclusivamente em minha mente, 
eu provavelmente não saberia entender a aceitação de alguns.

Se eu conseguisse por em palavras o que brota do ser...
O sentido estaria totalmente fora de si.

J.Mendes


Nenhum comentário:

Postar um comentário