Loading...

Translate

domingo, 5 de maio de 2013

Escrevendo nas mãos de um palhaço. ( A janela, o mundo e o segredo.)


Dias findam para a alegria da franzina espectadora da janela lateral,
em sua mente, onde vagara de vastas incógnitas, agora espera...
Espera o soprar de cada vento...
As respostas virão dali?
E porque não haveriam de vir?
Seus pensamentos fogueteavam janela a fora, por longos e longos dias, meses, anos...
Em único sentido de sugar sua essência de sobreviver, ah! o Universo... todo seu...criado pra sua vontade...
O segredo do que a assola?




Deveria enlouquecer sem esperar que uma resposta não entrasse janela adentro?
Ora, deixemos as borboletas amarelas fora desta prosa...
Falemos de idéias...
Sou parte de um todo, sou parte do universo, pequena ou grande... de certo importante!

As respostas...
haverão de vir...
Janela...
Janela de meu coração...

J.Mendes

                                                                Escrevendo nas mãos de um palhaço?
Tenho medo de palhaços.
Contudo são coloridos!
J.Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário