Loading...

Translate

quarta-feira, 5 de março de 2014

Mundana


                        Mornos beijos em noites frescas de verão
estrelas iluminando como a ilustre platéia o amor em ação

noites enluaradas em mente nublada
anseios perdidos no tempo
da ausência do sentimento

pois que morna vaga mente insana
nas mãos castas ao descobrirem a mundana

mundana, vagante e mais que sonhos
em mente estranha alimenta insana, vaga e sagaz
a paixão que te devora as entranhas

J.Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário