Loading...

Translate

quarta-feira, 5 de março de 2014

Selvagem

Guarde sempre contigo
a mira de meu olhar amigo
nas tentativas torpes de angústia 
viver tamanha alegria,
encontrei a quase tudo,
menos algo haver comigo e contigo

Lembranças traiçoeiras de beijos nunca pedidos
mesmo diante dos desejos
declarados e assumidos

nunca antes oferecidos a outrem
de forma tão nua, crua e selvagem
sem pedir uma amanhã sequer um ontem!

Apenas carícias e olhares mornos
Mas a contento apenas em sua vida, 
doce e amarga passagem.
J.Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário