Loading...

Translate

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

DEPRESSÃO, ENTENDER É O PRIMEIRO PASSO PARA AJUDAR

Achei esse texto no site:http://www.pensamentosfilmados.com.br/br/depressao2/ 

Resolvi compartilhar,
hoje, por enquanto, a minha maré não está para escrita...bloqueios... Cada vez menores, graças a Deus, porém existentes. Como quero sempre pode deixar algo que possa trazer algum tipo de luz com pessoas portadores de depressão e seus cuidadores em si. Acho o texto muuuito útil. Boa noite. 

 “A pessoa tem um constante sentimento de tristeza ou vazio, dificuldade de sentir prazer pela vida que resulta em uma insatisfação por viver. Pode haver ideia de morte, tentativa de suicídio ou simplesmente não desejar mais viver. Alguns depressivos sentem o contrário: não pensam em tirar a própria vida e até temem a morte. Para ser caracterizada como depressão, os sintomas devem permanecer na maior parte do dia e por mais de duas semanas. A depressão pode variar de intensidade e é classificada em: 

 Leve / Os sintomas não interferem tanto no dia a dia. As pessoas nesse nível de depressão conseguem trabalhar e realizar outras atividades como o lazer, mas sem satisfação e o prazer que sentiam antes. Para realizar essas atividades necessitam fazer um esforço maior que o habitual, representando uma dose de sacrifício para manter as atividades cotidianas. 

 Moderada / Neste nível já há um comprometimento maior das atividades diárias. A força que precisam desempenhar para suas atividades mesmo aquelas que antes achavam prazerosas, é muito maior. Há uma dificuldade em manter-se bem e já não sentem tanta satisfação em situações que anteriormente eram agradáveis. 

 Grave / Este nível é bastante limitador para a pessoa deprimida. Muitas abandonam completamente as atividades que realizavam. Outras só as realizam com muito sacrifício. Algumas chegam, a se fechar num quarto escuro em um estado em que, mesmo estando com a consciência desperta, não reagem a perguntas, nem a estímulos externos, permanecendo imóveis, numa só posição. Muitas vezes deixam de tomar banho e até realizam suas necessidades fisiológicas (cocô e xixi) no próprio quarto.” 

Fonte: Trechos do livro Cura espiritual da depressão do médico e terapeuta Alírio de Cerqueira Filho

Nenhum comentário:

Postar um comentário