Loading...

Translate

sábado, 28 de dezembro de 2013

Luciana Vendramini - 4.48 Psicose (Peça de Teatro)





Eu nunca tive problema em dar a outra pessoa o que ela quer!
Mas ninguém, jamais foi capaz de fazer isso por mim
Ninguém me toca.
Ninguém se aproxima de mim...
..........
Vai se foder!!
..........
A culpa não é minha... A culpa não é minha... Eu já sei!
Corte minha língua, arranque meus cabelos
Corte meus braços.
.........
Como eu paro?
Como eu paro?
Como eu paro?
Como eu paro?!
.........

Isso vai acabar comigo...
Eu achei que era silêncio...
Até se fazer silêncio...
.......

Em um filme em preto e branco de sim ou não... sim ou não.... sin ou não...
Sou exatamente como meu pai.... Ah não!
........

Cuidado com o Eunuco de pensamento castrado!
........

Cuide de sua mãe, agora...
.....
Cai neve negra na morte você me abraça...
Nunca livre!


Autor: Sarah Kane / Psicose 4:48

Nenhum comentário:

Postar um comentário