Loading...

Translate

sexta-feira, 9 de maio de 2014

EM CINCO MINUTOS

Eis aí um tempo que pode ser considerado relativamente curto, longo, dispendioso, necessário...
Como disse, cinco minutos. Relativo? Ora, visto que isto varia entre muito ou pouco tempo de acordo com nossos interesses ou situações que nos cercam e ou nos submetemos . Então começarei pelo lado negativo, afinal de contas este é sempre o mais visado pela maioria das pessoas das quais eu não me excluo, o lado inútil dos cinco minutos:

Começarei com o famoso " Não podemos".
O que não podemos?
Resolver nossas finanças.
Criar um novo projeto.
Pagar nossas contas.
Reatar antigas pendengas afetivas.
Aprimorar algo ou alguém.
Esvaziar o guarda roupa lotado de vestes das quais as traças fazem de refeição.
Fazer um palestra.
Deixar de ser um verdadeiro "filho da mãe".
Escrever um livro.
Mudar nossos hábitos alimentares.
Cortar vícios.
Etc...

Bem, acredito que cada um de nós temos plena consciência de que "cinco minutos" não é tempo para resolver nossos problemas na grande maioria dos casos. Um exemplo? Pense agora no que mais te aflige, isso... Pensou? O mesmo pode ser resolvido em cinco minutos? Se sim, parabéns! Vai passar mais de cinco horas ou dias se perguntando porque não o fez antes, mas isso é contigo. Ainda creio que a maioria, assim como eu, dirá: "Pensei! E é impossível resolver minhas pendengas em cinco minutos!", concordo.
Agora, analisemos de forma mista  tudo que pode ser feito ou dito nesse tempo:

Uma frase que pode gerar uma mágoa para toda vida.
Outras que podem reverter uma mágoa ( as palavras sinceras tem poderes, acreditem!)
Uma vida que pode ser tirada.
Uma que pode ser salva.
Uma freada na hora certa.
Uns goles a mais que podem impedir a agilidade da freada.
Etc...

Acho que foi possível entender onde quero chegar com este texto um tanto quanto fora de lógica para alguns.

Cinco minutos é algo passado ou futuro, algo que passou e disto gerou uma consequência ou até mesmo algo que nunca poderá ser um futuro, afinal de contas até onde viveremos? Cinco minutos? Cinco ou mais décadas?
Mas há uma coisa que podemos fazer em cinco minutos:
Decidir.
Verdade, muitas das vezes em cinco minutos podemos decidir simplesmente mudar!
Simples? Sim ou não, decidir pode ser ou não simples, a jornada é outro assunto.
E  falando claramente do podemos fazer em cinco minutos:

Dizer eu te amo.
Pedir perdão.
Levantar e dizer: "Não quero mais isso para mim" ou "É isto que desejo para mim"

Não podemos mudar a nós, a maioria das coisas ou pessoas em cinco minutos.
Mas com certeza podemos começar a pensar no que fazer em relação ao que quer que seja,
e o primeiro passo é decidir pensar e agir.
Em certos casos, pensar se torna um luxo e agir se torna o mais indicado.

Vários feitos vieram a partir de uma decisão, a mesma pode ter sido formulada em décadas, mas a atitude de começar, creio, foi um momento que sequer chegou a cinco minutos.
Então, o que você fará em cinco minutos?
J.Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário