Loading...

Translate

domingo, 28 de abril de 2013

Há...



Simplesmente não há...

Algo que apareça repentinamente e te faça rir...

Flores no jardim...


Um céu limpinho...

Sequer uma gaivota entre as nuvens.

Não há uma carta em sua caixa de correios...

Nem riso a sua volta.

Não há compreensão,

Não há o que dizer...

Sequer o que pensar!

Não há visão para tudo o que existe.

Mas há...

... A necessidade e dever em reaprender a ver o que existe...

Há...

... De ser feliz.

J. Mendes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário