Loading...

Translate

terça-feira, 4 de março de 2014

Soltas Palavras


Quando o assunto for "justiça" analisemos primeiro a nossa situação mediante a mesma.

Admiração difere de inveja, neurose é quando achamos que não. 

Você até pode ser mais um que deseja tirar o batom que adorna o sorriso de uma mulher com seus lábios. Mas será o homem perfeito se quando o rímel desta estiver borrado você fizer de suas mãos um lenço de seda.

Enquanto você teve um dia cheio,
alguém pode ter tido o dia com os pensamentos cheios de você.

Talvez nossa dor importe menos do que esperamos aos que mais nos importam. Aceite e siga.
Não há outra opção. Cuide de si, o que as pessoas representam em sua vida, é você quem decide.
Alguns amores só se manifestam com a ausência dos mesmos.

Nasci e me criei
bicho.
Desisti de ser "gente"

Opiniões diversas
não devem ser sinônimos
de adversidades,
e sim de respeito, ajuda ou novas descobertas.


Não me apresente questões,
eu as tenho em demasia.
Me oferte respostas.

Cada um tem seu lugar, até mesmo nas Artes
querer abraçar todas as modalidades, não é ser artista!
É usar a arte para auto afirmação.
Identifique-se! Pois a Arte é tão íntima como suas marcantes linhas das mãos... Aprecie a Arte alheia, se esta lhe chama o coração.
E limite sua Arte ao Seu coração e sua mente.


Não TENTE me agradar!
Me pergunte ou me conheça! 
Caso contrário,
me esqueça!

Falar a verdade pode te deixar mal com as pessoas,
Mas deixa sua cabeça bem com seu travesseiro.

Não trate um mulher como "Dama de Xadrez"
Ela pode lhe dar uma "Xeque Pastor"

Como tentar usar os pincéis se o grande Artista se ausentou com as cores?
Quando você procura exatidão na arte deixa de sentir a arte em si.

A precaução te leva a razão e consequentemente ao sucesso.
O medo te deixa vulnerável a própria sorte 

"Como posso me dizer patriota se por mim sequer haveriam fronteiras?" 

" A dança e toda arte em si é a lágrima ou sorriso contido na mente" 

Não desvalorizei, apenas não pude revelar a importância 

...Ou ao menos confesso: Oh! Ódio ansiado! Deleita-me em tuas iras de trovão para possas eu, em plenitude! Visualizar as sete cores! 


Penso, logo ironizo. Penso, logo faço. Penso, logo esqueço. Penso logo calo-me. Penso, logo ignoro. Penso...Penso...Penso... E você?! Pense


J.Mendes



Nenhum comentário:

Postar um comentário