Loading...

Translate

domingo, 23 de março de 2014

TRAIÇOEIROS

Foi algo não planejado,
em um segundo era o momento
que visceralmente não desejamos.
Não por si ruim, mas por tamanho era que 
ser letal era algo quase que insanamente almejando.
O silêncio fora grande, e sem que o tempo fosse
respeitado, passos sustentando vestes tornaram-se
torturantes e prazerosos em sua lentidão.
Além da imaginação que em nada prometia comprometimento
de fidelidade; tais passos se tornaram corpos
nus em unica horizontal tão simétrica quando
as batidas dos corações que intercalavam amigos e
entrelaçados entre e através
de seus peitos nus e suados.
Beijos tão molhados quanto os lençóis que se tornaram
vestes entre um lançada ou outra destes seres naquele momento, único, ainda sim
sigilosa e harmoniosa satisfação sublime de corpos encharcados de paixão.
Os mesmo lençóis traiçoeiros que encontramos
pela manha depois de sonhos.
Apenas traiçoeiros sonhos suados.
J.Mendes 

Nenhum comentário:

Postar um comentário